Denarc apreende mais de 150 kg de drogas destinadas a festa religiosa em Belém do Pará

520
Mais de 150 kg de drogas apreendidas pela Denarc

Policiais Civis coordenados pelo Delegado Vinícius Ney Barbosa após meses de investigação sobre ações de uma associação criminosa de tráfico de entorpecentes prendeu no último sábado, 13, duas mulheres e com elas mais de 150 kg de drogas. A organização que traficava entorpecentes, era chefiada por detentos da Penitenciária Odenir Guimarães em Aparecida de Goiânia,  planejadas e executadas por dois homens, Artizone Araújo Filho, 55 anos e Leonardo Nascimento da Silva e três mulheres, Andriele Araújo de Freitas, 24 anos, Soleni Maria de Oliveira, 25 anos e Lorrayne Ferreira do Nascimento, 24 anos.

Na tarde de sábado, 13, Artizone aproximou-se de um posto de combustível nas proximidades do Buriti Shopping, numa moto conduzida por Leonardo, vulgo Léo ou Leolet. Artizone desceu da moto e entrou em um veículo GM/Corsa, preto, placa NNH7375, dirigido por Soleni. Leo, o condutor da moto, seguiu o veículo fazendo o papel de “batedor” e quando o veículo entrou no condomício onde Soleni morava, Artizone, desconfiado, desceu do carro, subiu novamente na moto de Leo e os dois fugiram rapidamente do local. Artizone ainda entrou em contato com Soleni e avisou-a de que eles haviam sido seguidos e que ela deveria fugir. Em seguida os policiais civis entraram na residência e prenderam em flagrante Soleni e Lorrayne. No banheiro da casa de Soleni foram encontrados mais de 150 kg de maconha, 1kg de cocaína e duas balanças de precisão. Na residência de Lorrayne foi apreendido um carregador de pistola calibre .40, desmuniciado. Artizone, Andriele e Leonardo não foram presos e não foram localizados em nenhum dos endereços conhecidos deles.

Soleni Maria de Oliveira e Lorrayne Ferreira do Nascimento são cunhadas, foram presas na área de lazer do condomínio onde residem, no bairro Cidade Satélite São Luiz em Aparecida de Goiânia-GO. Soleni foi presa em razão do crime de tráfico ilícito de drogas e associação para o tráfico, quando foram encontradas mais de 150kg de drogas em seu poder. A droga apreendida seria levada para a cidade de Belém do Pará, para serem vendidas na “Festa do Círio de Nazaré”, ocorrida neste último fim de semana. Já Lorrayne foi presa por posse ilegal de acessório de arma de fogo, de uso proibido, pois na residência dela foi apreendido um carregador para pistola calibre. 40. Durante depoimento, Soleni, que já responde processo por crime de receptação, afirmou ser inocente, já Lorrayne informou que  já foi condenada por crime de tráfico de drogas no estado do Mato Grosso do Sul, e sobre a prisão do dia 13 não quis responder às perguntas formuladas pela autoridade policial, preferindo fazer uso do direito de permanecer em silêncio.

Geralda Ferraz – Escrivã de Polícia