Denarc desarticula quadrilha e fecha laboratório de refino de drogas

932
a7
Quadrilha mantinha grande laboratório

A Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) apresentou, nesta sexta-feira (13), cinco pessoas responsáveis por um laboratório de drogas localizado no Residencial Canadá, nas imediações do Anel Viário, em Goiânia. O grupo foi preso na quinta-feira (12), durante operação deflagrada após três meses de investigação. Kaio César Alves Ferreira, de 26 anos, é apontado como líder da quadrilha, que refinava a pasta base de cocaína e também comercializava maconha.

Jéssyka Santiago Guimarães de Oliveira, esposa de Kaio, Hori Ferreira de Paula Filho, André de Oliveira do Carmo e Romário Pereira Borges, vulgo “Xenom”, também foram detidos. Kaio, Hori e André estavam dentro da residência onde funcionava o laboratório, e onde foram encontrados 46 kg de pasta base e cocaína já refinada, 50 kg de maconha e 255 kg de insumo, liquidificadores, três fornos, duas prensas hidráulicas, formas, éter, ácido bórico, uma pistola ponto 40 e munições.

Jéssyka e Romário, por sua vez, foram presos em seguida, no Residencial Porto Seguro, região sudoeste de Goiânia. Com a dupla, a polícia apreendeu uma pistola calibre 380, um revólver 38 e munições, além de R$ 32 mil em dinheiro. Além disso, seis veículos e uma moto aquática foram apreendidos na operação. Segundo o delegado Alécio Moreira, titular da Denarc, a polícia estima que a movimentação do grupo com o tráfico girava em torno de R$ 200 mil mensais.

De acordo com o delegado, a cocaína e a maconha, ambas de alta qualidade, foram adquiridas no Mato Grosso do Sul. Todo o material apreendido no laboratório está avaliada em R$ 800 mil. Outros três integrantes do bando já foram identificados e estão sendo procurados. Segundo Alécio, a quadrilha está envolvida em pelo menos um homicídio registrado em Goiânia neste ano. Os cinco presos foram autuado por tráfico, associação e posse ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito.