Denarc prende professora e mais cinco pessoas por envolvimento com o tráfico de drogas

651

Polícia Civil: Professora da rede municipal é presa por tráfico de drogas

Drogas apreendidas pela Denarc

Uma professora da rede municipal de educação de Goiânia e Brazabrantes foi presa por tráfico de drogas na última quarta-feira (2/5), juntamente com outros cinco suspeitos. A quadrilha era monitorada pela Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) há mais de três meses. Com o grupo, a polícia apreendeu seis veículos usados para o transporte das drogas, 4 quilos de pasta-base de cocaína e R$ 2619 em dinheiro. O caso está sob responsabilidade do delegado Alécio Moreira.

Os envolvidos são Auta de Oliveira Santos, Jackeline Marielly Martins Rosa, Wander Ribeiro Orlando, Willian Ribeiro Orlando, Yury Rodrigues Arantes e Ricardo De Oliveira Santos. Wander seria o responsável pelo grupo, subordinado a Ricardo de Oliveira Santos, detento do presídio Odenir Guimarães. Ele contava ainda com auxílio do irmão Willian e da companheira Jackeline, a professora. Ela usava o filho recém-nascido durante a venda da droga, com o intuito de despistar os policiais.

Wander distribuía a droga no estado e repassava parte do dinheiro a Ricardo, por intermédio da irmã do detento, Auta. A mulher, proprietária de uma distribuidora de bebidas no Bairro Vitória, usava o comércio para lavar o dinheiro. No mesmo bairro, o grupo vendia a droga que era preparada e armazenada em uma residência da mãe de Wander.

Prisão  
Wander e Jackeline, acompanhados do filho recém-nascido foram abordados trocando pasta-base com Yuri na Praça dos Violeiros, no setor Urias Magalhães, em Goiânia. A droga teria sido vendida, mas não estava na qualidade que o comprador desejava. A polícia prendeu os suspeitos e encontrou 1 kg de pasta-base, sendo 500g na mochila de Yuri e a outra metade na caminhonete de Wander.

Na casa do líder do grupo foram encontrados tabletes de pasta-base de cocaína e cocaína já refinada (pesando mais de três quilos), duas balanças digitais, uma prensa de cor vermelha,  18 munições calibre 380 e cinco munições calibre 38. Na residência locada por Wander em Goianira, efetuaram a apreensão dos veículos e posteriormente foram até a distribuidora de bebidas de Auta onde apreenderam 2.619.

Veículos
Wander usava atualmente uma Hilux de cor preta e um Corsa em nome de Jackeline, que foram apreendidos. Em uma casa alugada no nome de Wander, em Goianira, quatro carros estavam guardados: uma F-250, um Palio Weekend, uma moto Yamaha e uma CB 300r. A última moto estava em nome da esposa de Ricardo que está foragida, Milene Ferreira Silva.

Depoimento
Em depoimento, Yury, Ricardo e Wander mantiveram-se em silêncio e Jackeline, Auta e Willian negaram participação no tráfico. Com exceção de Ricardo, nenhum dos envolvidos possuía passagem criminal.

Fonte: A Redação – http://www.aredacao.com.br
Texto: Catherine Moraes