Após 40 anos de trabalho, Célio Tristão aposenta-se e recebe homenagens da Polícia Civil

502
Delegada Geral Adriana Accorsi entrega placa a Célio Tristão

Depois de mais de 40 anos nos quadros da Polícia Civil de Goiás, o Delegado de Polícia Célio Cassimiro Tristão aposenta-se. Por sua vontade, já que goza de muita saúde e disposição, Tristão, como é conhecido, não se aposentaria. Ele, porém, foi pego na força da lei que obriga todo trabalhador a deixar as atividades aos 70 anos de idade. Muito querido e admirado dentro da Polícia Civil, Célio Tristão não deixou a Instituição sem as honras merecidas. Na despedida, ele recebeu muitas homenagens no Auditório da Secretaria da Segurança Pública e Justiça, onde esteve presente boa parte dos amigos e colegas que estiveram ao seu lado nas atividades policiais.

Waldson de Paula e Célio Tristão, com a placa recebida da Adpego, e a esposa Jaci Ilha

A Delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, de uma safra mais recente de Delegados, acompanhou a carreira de Célio Tristão e acabou, segundo ela própria, adquirido uma grande admiração e respeito pelo homenageado. “Por isso, fiz questão de que na sua saída ele recebesse o carinho de

todos os colegas e o reconhecimento da Polícia Civil pelo trabalho que prestou à Instituição ”, assinalou Adriana Accorsi, observando que ela mesmo  fez questão de entregar uma placa a Célio Tristão e que sua esposa Jaci Ilha Tristão recebesse um buquê de rosas.

Delegada Gisely Marinho posa, ao lado de Célio Tristão e Jaci Ilha, com a placa que a Polícia Civil fez para o homenageado

Além da placa em nome pessoal de Adriana Accorsi, Célio Tristão recebeu placas também da Polícia Civil e uma da Associação dos Delegados de Polícia de Goiás(Adpego), assinada pelo presidente da entidade, Waldson de Paula Ribeiro. Discursaram, em tons de elogios à Célio Tristão os Delegados Alaor de Araújo, que falou em nome da Adpego,  Adriana Accorsi, o Chefe de Gabinete da Secretaria da Segurança Pública e Justiça, o Procurador do Estado Guido Siqueira Pratte, o presidente da União Goiana dos Policiais Civis (Ugopoci), Ademar Luiz de Oliveira, e o irmão de Célio Tristão, Celso Tristão, que também é Delegado de Polícia. O Deputado Federal João Campos foi representado pelo Delegado Mário Dias de Sousa.

     

                                                  O Discurso da Despedida        

                       Senhoras e senhores,

Alaor de Araújo discursa observado por Adriana Accorsi e Célio Tristão

Inicialmente, gostaria de agradecer do fundo do coração esta homenagem prestada à minha pessoa pela ilustre Delegada Geral da Polícia Civil do Estado de Goiás, Dra. Adriana Accorsi, relativa aos mais de quarenta anos de serviços prestados a esta Instituição.

 Durante esse período, militamos em vários setores, Delegacias de Polícia , Superintendências e Chefia de gabinete desta Polícia Civil, sempre contando como o apoio e colaboração de nossos subordinados e colegas de profissão, além de amigos e colaboradores.

 Muitas conquistas foram alcançadas ao longo destes mais de quarenta anos de serviços prestados, podendo destacar dentre elas, sempre a favor da Instituição, troféus e premiações concedidas pelo Programa de Qualidade do Governo de Goiás, onde fomos Gerente de Qualidade desta Polícia Civil de 2000 a 2006. Uma dessas conquistas foi  relacionada ao processo de investigação denominada “Caso Pedrinho”,  no ano de 2003, e que teve como principal personagem Wilma Martins. Vale salientar, com toda justiça,  que as investigações sobre o fato mencionado foram conduzidas pelo saudoso Dr. Antônio Gonçalves Pereira dos Santos

Célio Tristão, ao lado da esposa Jaci, recebe a homenagem enviada pelo Deputado Federal João Campos, entregue pelo representante do parlamentar, o Delegado Mário Dias

Outro troféu também concedido a esta Polícia Civil, esse já no ano de 2005, se relacionou à qualidade adquirida por esta Instituição,  denominado “Troféu Turmalina”, valendo ressaltar que todos eles foram entregues pelo próprio Governador do Estado, à época, Marconi Perillo.

 Outra conquista em que tivemos o privilégio de participar foi à criação do Hino da Polícia Civil, no ano de 2010, em que teve como autor o Agente Policial José Calixtrato Honostório e o apoio decisivo do então Diretor Geral, Delegado Marcos Martins Machado.

 Vale ressaltar também que participamos ativamente da construção do Ginásio de Esportes da Polícia Civil, situado na área do Complexo de Delegacias de Especializadas, onde só foi possível sua realização com intervenção do então Deputado Estadual e Delegado de Polícia Abdul Sebba.

Quanto a nossa atuação junto a várias delegacias de polícia, tanto distritais como especializadas, por último a POLINTER, devemos dizer que acreditamos ter alcançado sucesso em todas elas, sempre, como já foi dito, com a colaboração de servidores desta instituição, em especial a Delegados, Agentes e Escrivães de Polícia.

Devemos dizer ainda que tudo o que foi dito em linhas pretéritas não teria sido possível sem o apoio e incentivo de minha família, pais, esposa e filhos, bem como com a graça de Deus.

Dra. Adriana Accorsi, ao encerrar, quero novamente agradecer a Vossa Senhoria, por esta homenagem e dizer que acreditamos piamente em sua capacidade de trabalho para superar todos os desafios impostos à Polícia Civil no que concerne ao combate efetivo à criminalidade em nosso Estado.

          Muito Obrigado.

Célio Cassimiro Tristão

Delegado de Polícia Classe Especial

 

Confira as fotos da homenagem ao Delegado Célio Cassimiro Tristão na Galeria de Fotos