DIH apresenta homem que matou usuário de drogas a facadas e pedradas

417

WhatsApp-Image-20160516 (4)O delegado Matheus Melo, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (GIH), apresentou na manhã desta segunda-feira (16), o preso Carlos Cesar Pereira Tomaz, investigado pelo homicídio de Anderson Maior dos Santos, ocorrido no dia 13 de dezembro de 2015, na Vila Jardim São Judas Tadeu, em Goiânia.

De acordo com as investigações, a vítima, transtornada pelo uso de crack, foi ao encontro de quatro jovens traficantes da região no intuito de trocar um velho aparelho de celular por drogas. Por estar muito agitado e temendo a chegada da polícia, os jovens o ameaçaram de morte e mandaram-no sair da praça em que estavam.

Diante disso, Anderson caminhou por alguns metros e retornou correndo em direção aos jovens armado com uma faca. Os quatro jovens saíram correndo, contudo, um deles, o menor M.A.C, foi atingido com uma facada na região das costas. Em seguida, Anderson empreendeu fuga, tomando o rumo de sua residência, mas foi perseguido por Carlos César e outros dois menores já identificados (G.P.T. e K.F.L.S.), um deles seu irmão.

Durante a fuga, Anderson tropeçou e caiu com o rosto no chão, ficando desacordado e inerte. Carlos César, então, pegou a faca e, com o auxílio dos dois menores, que ficaram pisando nos braços da vítima, desferiu seis golpes, todos na região das costas, além de pedradas na cabeça, causando-lhe a morte.

Durante o interrogatório, Carlos César confessou em detalhes a prática do crime e confirmou a participação dos outros dois menores.