DIH prende suspeitos de ligação com homicídios na Região Noroeste

454

dih4A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), apresentou nesta quinta-feira (18) cinco homens suspeitos de participar de pelo menos quatro homicídios em bairros da região noroeste de Goiânia. Além deles, outros dois investigados pelos assassinatos já estão presos por outros crimes. As detenções fazem parte da Operação Tempestade, que começou em abril e já resultou na prisão de 23 pessoas por homicídios.

Entre os suspeitos, quatro são apontados pela investigação pela morte do jovem Matheus Henrique Soares Abrego, em maio deste ano, em uma feira no Jardim Curitiba. São eles: Gaspar Moreira Neto, de 19 anos, Jovelino Dourado Diniz, de 38, Natanael Xavier da Silva, 23, que já está preso em Uruaçu, e Rodrigo Mendes Lopes, de 24, que já cumpre pena na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Goianira.

Segundo o delegado Carlos Caetano Junior, responsável pela operação, a vítima foi morta a facadas. “Começou com uma rixa entre jovens de bairros vizinhos. O grupo onde a vítima estava começou a provocar o outro, que buscou reforço e começaram a perseguir os rivais. O Matheus, como tinha um problema cardíaco, começou a correr, cansou e foi alcançado. Seguraram ele se deram duas facadas”, relatou.

Outro preso na operação é Murilo da Silva, de 23 anos, apontado como o responsável pela morte de Brênio Guimarães, em novembro de 2011. Anderson de Lima, de 28 anos, também foi preso suspeito de matar Reinaldo André dos Santos em outubro de 2010. Já Warley Solo Oliveira, de 19 anos, é apontado pela polícia como responsável pela morte de Josiane de Oliveira Alves, também em outubro de 2010.