Divisão de Capturas da Denarc cumpre 51 mandados de prisão em agosto

503
denarc4
Em destaque, Ronaldo Granja Barreto

A Divisão de Capturas da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), composta pelos agentes de polícia, Venerando Júnior, Luciano Siqueira e Rodrigo Lacerda, coordenados pelo delegado titular, Alécio Moreira de Sousa Júnior, cumpriram no mês de agosto 51 (cinquenta e um) mandados de prisão, sendo:

19 – 157 do CPB (ROUBO);
08 – 121 do CPB (HOMICÍDIO);
08 – 213/214/217-A do CPB (CRIMES SEXUAIS);
05 – 155 do CPB (FURTO);
03 – 180 do CPB (RECEPTAÇÃO);
03 – 14/12/16 da Lei 10826/03 (PORTE DE ARMA);
02 – 33 da Lei 11343/06 (TRÁFICO);
01 – 171 do CPB (ESTELIONATO);
01 – 129 § 9º c/c Lei 11340/06 (MARIA DA PENHA);
01 – 333 do CPB .

O destaque, segundo Alécio, é a prisão do foragido Ronaldo Granja Barreto, vulgo “Ronaldinho”, ocorrida no dia 9 de agosto, no Setor Eldorado, Aparecida de Goiânia, contra o qual havia mandado de prisão, expedido pelo juízo da 4ª vara criminal de Aparecida de Goiânia por ter sido condenado por prática de crime de homicídio qualificado (art. 121 § 2º, II e IV do CPB), apenado a 16 anos e 06 meses de reclusão.

O crime citado ocorreu em janeiro de 2011, e vitimou Wesley Ferreira dos Santos, de 40 anos. A morte se deu devido à fratura exposta na região frontal como exposição de tecido cerebral. Essa fratura estendeu-se até o occipital passando pelo temporal direito; fratura de face; carbonização parcial e abdominal até os pés com áreas de queimaduras de 2º e 3º grau; ferida corto contusa irregular na região parietal direita com 12 cms, tendo como causa mortis traumatismo crânio encefálico.

O criminoso acima citado também responde por outro homicídio (art. 121 § 2º, I do CPB) na comarca de Aparecida de Goiânia, já que, no dia 12 de maio de 2013, teria matado Niquiseijani Linhares Gomes, vulgo “Júnior”, de 39 anos, a pedradas. Por esse crime, ele deve ir a juri no dia 8 de novembro. Além dos crimes citados, Ronaldinho também responde ou respondeu por outros processos, total de sete, acusado por praticar crimes de furto e roubo (arts. 155 e 157 do CPB).⁠⁠⁠⁠