Divisão de Capturas da Denarc divulga balanço de nove meses de atuação

299
alecio2
Delegado Alécio Moreira

O delegado titular da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Alécio Moreira, divulgou, nesta sexta-feira (11) um balanço dos nove primeiros meses de atuação do Cartório da Divisão de Capturas. Nascido com o objetivo de reduzir o número de ordens expedidas pelo Judiciário goiano e que permaneciam em aberto no Banco Nacional de Mandados de Prisão, o cartório alcançou o significativo índice de cerca de 10 mandados cumpridos a cada semana, ou 2,1 por dia útil.

Além das prisões, os agentes responsáveis pela divisão conseguiram dar baixa em mandados cujos alvos já haviam falecido. A maioria dos foragidos (homens e mulheres) são autores de roubo, homicídio e tráfico de drogas, mas também foram presos estelionatários e estupradores, entre outros. Dos homens e mulheres presos, a maioria tem entre 18 e 30 anos. A maior parte dos mandados foi cumprida em Goiânia e Aparecida de Goiânia.

Dentre os 411 mandados de prisão cumpridos até hoje, 67 se referem a crimes de homicídios, 138 a crimes de roubo e 43, ao tráfico de drogas. Os demais estão assim distribuídos:

43 por furto;
30 por crimes sexuais (estupro e atentado violento ao pudor);
19 por estelionato;
18 por porte ou posse de arma de fogo;
53 por artigos diversos.

Além do cumprimento dos mandados, a divisão também produziu 145 relatórios policiais informando a morte de criminosos que possuíam mandado de prisão em aberto em seu desfavor e 18 relatórios informando possíveis endereços de foragidos em outros Estados. O Cartório Divisão de Capturas foi incorporado à Denarc e é diretamente subordinado ao delegado titular daquela especializada.