DOT e Sefaz interceptam carga de roupas sem documentação fiscal

274

dotUma operação intitulada Operação Pernambuco interceptou, na quinta-feira (18), dois carregamentos de peças de confecção, em Goiânia.  O trabalho foi realizado pela Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), fiscais da Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia (DRF) e Polícia Militar. Os dois veículos vinham de Santa Rita do Capiberibe, Pernambuco, e foram interceptados nas imediações da Pecuária de Goiânia. As mercadorias seriam destinadas, em sua maioria, aos comerciantes da Rua 44, setor Central da capital.

Segundo a delegada Tatyane Cruvinel, titular da DOT, grande parte da carga, um total de 150 mil peças de roupas, estava sem nota fiscal. A base de cálculo foi de R$ 1,3 milhão, entre multa e ICMS. “O valor sonegado chega a R$ 300”, disse Tatyane. De acordo com a delegada, a DOT já vinha investigando veículos que saem do nordeste, sem documentação, a fim de abastecer o comércio da Rua 44.

Ao todo, foram lavrados seis TCOs. Os envolvidos devem responder por crime contra a ordem tributária, previsto no Artigo 2º, inciso 1º da Lei 8.137/90. Após a lavratura dos autos de infração, os dois veículos foram liberados.