DP de Cristalina elucida homicídio passional e prende dois dos três coautores do crime

1083

A Delegacia de Polícia (DP) de Cristalina prendeu Yasmin Neves Caixeta e Jefferson Ribeiro da Silva pelo homicídio contra Wesley Pereira dos Santos nesta terça-feira (19). Eles, junto a Thiago Santana de Oliveira, são autores do assassinato, cuja motivação foi um relacionamento amoroso extraconjugal entre Yasmin e a vítima.

No dia 14 de junho, a família de Wesley compareceu à DP de Cristalina para prestar queixa de seu desaparecimento. Nas investigações preliminares, constatou-se que o desaparecimento da vítima tinha relação com um crime de roubo sofrido pela vítima.

Inicialmente, a equipe de policiais civis providenciou um levantamento investigativo, confeccionou um boletim de ocorrência de roubo da motocicleta da vítima e solicitou a bilhetagem do seguro. De posse da suposta localização do veículo, foi acionada uma equipe da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a qual se deslocou até o lugar indicado pela PCGO e localizou o veículo da vítima.

Em seguida, foi montada uma verdadeira força tarefa para encontrar Wesley. A primeira equipe de agentes de polícia civil deslocou-se até o Jardim Ingá, em Luziânia, onde a vítima teria passado a madrugada em busca dos possíveis autores. Enquanto isso, uma segunda equipe de investigadores se deslocou até uma área rural, onde a seguradora de veículo havia indicado que o bem se encontrava.

Assim, nesse local, os policiais civis encontraram o corpo Wesley caído no solo, com três disparos de arma de fogo na região da cabeça. Ato contínuo, as equipes policiais se uniram e iniciaram uma a procura pelos aos autores do crime.

Por volta da 03 horas da manhã de terça-feira (19), os policiais civis conseguiram imagens que permitiram a identificação de Yasmin como uma das autoras do delito. Após essa primeira constatação, também foram identificados Jefferson e Thiago como coautores do crime.

Logo após a identificação dos criminosos, os policiais civis intensificaram os trabalhos de captura dos envolvidos no homicídio. Em um primeiro momento, foi realizada a incursão policial na residência de Yasmin, a qual foi presa ainda dormindo. Em seguida, a equipe se deslocou até o local de trabalho de Jefferson e efetuou sua prisão. Thiago não foi localizado pelos policias civis até o momento.

Na Delegacia, Yasmin e Jefferson, após serem confrontados com as provas obtidas em seu desfavor, revelaram a motivação do crime: um caso amoroso entre a vítima e Yasmin, que é companheira de Thiago.

Os coautores confessaram que Thiago, após descobrir esse relacionamento, armou uma emboscada pra vítima, levou-a para zona rural e desferi-lhe três tiros na cabeça enquanto Yasmin e Jefferson davam apoio ao ato delitivo.

As diligências continuam com o objetivo de prender em o terceiro envolvido no crime. Enquanto isso, Yasmin e Jefferson foram autuados e continuam detidos.