DPCA de Caldas Novas prende suspeito de estuprar enteada de 4 anos

379

deam caldas5Policiais civis da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) de Caldas Novas, sob a coordenação da delegada Sabrina Leles de Lima Miranda, prenderam, no dia 20 de julho, Luiz Carlos de Araújo Galdino, de 35 anos, suspeito de acusar da enteada, de apenas quatro anos de idade. A prisão teve apoio da Agência Prisional de Caldas Novas, já que Luiz cumpria pena no regime semi-aberto, com uso de tornozeleira eletrônica, por crime de homicídio cometido no estado do Piauí, e roubo, cometido em Goiás.

De acordo com informações da DPCA, o abuso foi percebido por um médico pediatra que atendeu a criança na Unidade de Pronto Atendimento de Caldas Novas. Ao notar os sinais de estupro, o profissional de saúde acionou o Conselho Tutelar. À conselheira, a menina contou sobre os abusos e disse que haviam sido praticados pelo “Pai Carlinho”, companheiro de sua mãe. A criança ainda confirmou a história na delegacia. Exames de corpo de delito também confirmaram o estupro.

Segundo a delegada Sabrina Leles, a Polícia Civil representou pela expedição de Mandado de Prisão Preventiva do mesmo, que também havia ameaçado de morte os avós da menina, que estavam com a guarda provisória da criança. “A mãe da garotinha também é investigada, devido a sua latente omissão frente aos abusos sexuais sofridos pela filha”, contou a delegada.

Com o auxílio da Agência Prisional de Caldas Novas, que faz o monitoramento de reeducandos, a Polícia Civil conseguiu localizar Luiz Carlos, que foi devidamente recolhido na Unidade prisional de Caldas Novas, à disposição do Poder Judiciário.