DRP de Aparecida de Goiânia reforça força-tarefa que investiga rebeliões

810
Delegados André Fernandes e Fabrício Flávio.

Em reunião que aconteceu na sede da 2ª DRP (Delegacia Regional de Polícia), em Aparecida de Goiânia, na manhã desta terça-feira (09/01), o delegado regional André Fernandes determinou o reforço da força-tarefa que tem como objetivo dar agilidade na confecção do material que está sendo produzido nas investigações acerca das rebeliões ocorridas no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

A equipe está sendo coordenada pelo delegado Fabrício Flávio Rodrigues Pereira, do GIH (Grupo de Investigação de Homicídios), e é composta por 16 servidores, entre delegados, agentes e escrivães de várias unidades policiais civis de Aparecida de Goiânia. Investigadores da Draco (Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas) e integrantes da Inteligência do Sistema Prisional também estão dando apoio aos trabalhos.

André Fernandes ressaltou que “trata-se de um caso grave, que deve ter resposta célere e robusta por parte da Polícia Civil do Estado de Goiás, na busca da responsabilização dos criminosos envolvidos”.