Dupla confessa à Polícia Civil ter matado travestis próximo aos móteis, em Aparecida de Goiânia

684

O adolescente de 16 anos que atirou contra as vítimas diz ter cometido o crime por vingança

Um adolescente de 16 anos e um jovem de 20 confessaram a autoria da morte de três travestis no dia 7 de setembro, na região dos motéis, em Aparecida de Goiânia. O delegado titular do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) do município, Kleber Leandro Rodrigues, diz que a dupla suspeita foi pega com outros bandidos após assalto a uma loja de materiais de construção próxima ao Anel Viário. Levados para o 4° DP, os dois assumiram a responsabilidade dos homicídios.

Vinícius Athos Dias está detido preventivamente na Casa de Prisão Provisória (CPP), em Aparecida de Goiânia, e o menor permanece apreendido, cumprindo medidas sócioeducativas. De acordo com o delegado, Vinícius auxiliou o adolescente, cercando as vítimas e dispersando pessoas que passavam pelo local durante a execução dos travestis.

A versão do jovem dada ao titular da GIH, Kleber Leandro, é que o adolescente já havia manifestado interesse em matar um travesti que, dois meses antes do triplo homicídio, o havia reconhecido como autor de um furto. O travesti teria zombado do adolescente e chamado o mesmo de trombadinha. Ao vê-lo próximo aos motéis, o adolescente realizou os disparos contra a vítima e contra outros dois travestis que também estavam por perto.

Kleber Leandro Rodrigues informou à reportagem que “considerando que se trata de homicídio qualificado, a pena de Vinícius pode variar de 12 a 30 anos de prisão por cada morte”, mas, por não ter feito os disparos e apenas auxiliado o adolescente, “a pena pode ser reduzida em um sexto ou um terço”.

Fonte: O Hoje
Texto: Luis Augusto Rocha