Dupla de assaltantes perigosos é presa em Maurilândia. Um deles tem extensa ficha criminal

1217
joias gepatri
Objetos recuperados com a dupla

Uma parceria entre a Polícia Civil e a Polícia Militar de Itumbiara culminou com a prisão, no dia 9 de janeiro, da dupla de assaltantes Bruno de Oliveira Medeiros, de 22 anos, e Anderval Bezerra Castilho, de 18 anos. Ambos foram presos em Maurilândia e são suspeitos de terem praticado um crime de roubo, com emprego de arma de fogo, em uma residência no Bairro Village, em Itumbiara.

O crime ocorreu no dia 6 de janeiro. Na ocasião, uma das vítimas lavava a calçada de casa, quando foi rendida e levada para dentro da residência. Depois de amarrar os moradores em um dos cômodos, os bandidos fugiram levando o carro da família e diversos objetos. Imediatamente, a Polícia Civil assumiu o caso, realizando diligências na região da residência assaltada.

Durante as investigações, a polícia teve acesso à fotografias dos mesmos, feitas a partir de imagens de câmeras de segurança do bairro. De posse de tais informações, a Polícia Militar obteve notícias sobre a localização dos mesmos no município de Maurilândia, que fica a 140 km de Itumbiara, onde o Bruno tem parentes. Assim, a Polícia Civil, por meio dos Grupos de Repressão a Narcóticos (GENARC) e Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI), e a Polícia Militar, por meio do serviço reservado do 5º Batalhão, montaram operação para captura.

No dia 9 de janeiro, uma força tarefa comandada pelos delegados Rogério Moreira e Rilmo Braga, composta de policiais civis e militares, partiu em busca dos criminosos de alta periculosidade no município de Maurilândia. A dupla havia se escondido na cidade após se desfazer do carro roubado. Com eles, foram encontrados ainda diversos objetos de propriedade das vítimas como aparelho celular, notebook, joias e relógios. A arma de fogo calibre 32 com numeração raspada devidamente municiada, utilizada para ameaçar as vítimas, também foi apreendida.

Continuando as diligências após prender a dupla em Maurilândia, os policiais localizaram o veículo subtraído da vítima, um Fiat Uno, no município de Uberlândia, em Minas Gerais. O carro não possuía seguro e o crime representaria um enorme prejuízo financeiro para as vítimas. A cidade mineira teria servido de base para o crime e rota antes do retorno a Goiás.

De acordo com as investigações, Bruno de Oliveira já possui extensa ficha criminal em Uberlândia, por crimes de receptação, porte de arma, roubos, dentre outros. Ele teria, inclusive, cumprido pena em regime fechado por mais de dois anos. Agora, a dupla será encaminhada ao Presídio Regional de Sarandi, onde permanecerá à disposição da justiça.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GEPATRI / Itumbiara