Dupla é presa por homicídio de desafeto no Setor Negrão de Lima

581

alex dihPoliciais civis do cartório IX da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), coordenados pelo delegado Francisco Costa, deram cumprimento mandado de prisão temporária em desfavor de Alex Ferreira da Cunha (foto), vulgo “Pixote”, e Eduardo da Veiga Nascimento, vulgo “Dudu”, pela prática do crime de homicídio, ocorrido no dia 20 de novembro do ano passado, na Avenida D, Setor Negrão de Lima, nesta capital, que vitimou Tiago Urso Lino Batista, vulgo “Piaba”.

De acordo com a investigação, dias antes do homicídio, Tiago e Alex, ambos usuários de crack, acabaram brigando por causa de droga naquela localidade. Na briga, Alex teria ficado bastante ferido em razão das agressões. A fim de se vingar da vítima, Alex pediu para que Eduardo, líder do tráfico de drogas na região e filho de sua namorada, executasse a vítima. Para convencer Eduardo a praticar o crime, Alex teria dito que Tiago estaria repassando informações a policiais sobre o envolvimento de Dudu em um outro homicídio, ocorrido dias antes.

Eduardo, então, ordenou que o menor D.M., integrante de sua quadrilha, matasse a vítima, ordem cumprida no dia e local acima citados.

De acordo com o delegado Francisco, Alex foi preso no dia 1º de março. Eduardo, que ordenou o crime, foi preso por policiais em dezembro do ano passado pela prática de um outro homicídio, ocasião em que também foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Com ele, a polícia encontrou meio quilo de cocaína e duas armas de fogo, sendo que uma delas pode ter sido usada na morte de Piaba. Na cadeia, a polícia deu cumprimento a outros mandados de prisão em desfavor de Eduardo, três deles por homicídio.