Polícia Civil: Delegacia de Narcóticos fecha laboratório de refino de cocaína em Goiânia

397
refino
Dupla mantinha laboratório no Jd. Petrópolis

Procurado desde janeiro, ocasião em que sua mãe foi flagrada e em um pequeno laboratório para o refino de cocaína, Welder José Cavalcante, 31, foi preso junto com Paulo César costa Manetti, 27. Junto com um adolescente de 16 anos que foi apreendido, os dois mantinham um laboratório para o refino de cocaína no Jardim Petrópolis em Goiânia.

O laboratório foi localizado depois que agentes da Delegacia estadual de Repressão aos Narcóticos (DENARC) localizaram, no dia 13 de julho, no Setor Santos Dumont em Goiânia, Welder, Paulo César e o adolescente. Na casa alugada no Jardim Petrópolis, e que servia somente para o refino de drogas, os agentes encontraram três quilos de pasta base, aproximadamente 30 quilos de cocaína já prontos para a comercialização, além de insumos, máquina hidráulica, balanças de precisão e um revólver calibre 38.

Apontado como um grande distribuidor de drogas em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Guapó, Welder teria investido no laboratório algo em torno de R$ 500 mil. Ele e Paulo Cesar foram autuados em flagrante por tráfico, e o menor encaminhado para o Juizado da Infância de Juventude. De acordo com o delegado Vinícius Teles, adjunto da DENARC, não há indícios de que a mãe de Welder, Dirce Cavalcanti (veja link abaixo), 72, que atualmente cumpre pena domiciliar, e é monitorada com tornozeleira eletrônica, tenha qualquer tipo de participação no laboratório estourado essa semana.

https://www.policiacivil.go.gov.br/noticias/idosa-de-72-anos-e-presa-por-refinar-cocaina-em-casa.html

Texto: Canal Gama / Aulus Rincon
Foto: Canal Gama