Em um dia, Decar recupera 1 tonelada de queijo em Caiapônia e gado roubado em Leopoldo de Bulhões

414
WhatsApp Image 2017-03-02 at 222
Receptadores do carregamento de queijo roubado

A Delegacia Estadual de Repressão a Roubos de Cargas (Decar) prendeu dois comerciantes por receptação qualificada em flagrante delito. Eles foram autuados por terem adquirido 24 toneladas de queijo roubados nas proximidades de Caiapônia na noite de quinta-feira (02). No mesmo dia, a especializada recuperou cabeças de gado roubadas nas proximidades de Leopoldo de Bulhões.

As 24 toneladas de queijo haviam sido roubadas no dia 22 de fevereiro deste ano. De acordo com as investigações, houve emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, além de restrição de liberdade da vítima nas proximidades de Caiapônia.

Com apoio de policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), com sede em Iporá, recuperou-se aproximadamente uma tonelada dos produtos roubados, que estavam expostos à vinda em dois estabelecimentos comerciais dos autuados.

De acordo com o titular da Decar, delegado Alexandre Barros, os financiadores das atividades ilícitas ligadas ao furto e roubo de cargas têm recebido atenção especial da especializada. “Nossa política investigativa, desde novembro de 2015, tem sido a de que a desarticulação de organizações criminosas envolvidas em roubos e furtos de cargas se dá primeiramente por intermédio de seus financiadores, que, quase sempre , são os receptadores dos carregamentos, como é o caso dos autuados”, frisa.

Ainda segundo Barros, os demais membros da organização criminosa já estão qualificados e terão suas prisões representadas ainda esta semana.

WhatsApp Image 2017-03-02 at 23
Gado recuperado em Leopoldo de Bulhões

Gado
Após diligências investigativas que culminaram em 72 horas de buscas, um carregamento de bois roubados nas proximidades da cidade de Leopoldo de Bulhões foi recuperado pela equipe de investigadores da Decar.

Todos os envolvidos , desde o roubo até os receptores estão devidamente qualificados e tiveram suas prisões requeridas. Para o delegado Alexandre Barros, titular da Decar, ações de resposta rápida são fundamentais para fazer com que os índices de elucidação de crimes cometidos por organizações criminosas ligadas ao roubo de cargas estejam acima da média nacional.

“Em Goiás o índice de elucidação dos crimes envolvendo roubos e furtos de cargas atinge índices acima de qualquer outra unidade federativa. Fato este devido ao esforço e dedicação dos nobres policiais que compõem a equipe desta especializada, composta por três equipes de pronta resposta”, salienta o delegado.