Filme “Quarto 10” relembra investigação do delegado Antônio Gonçalves

522
Stepan Nercessian em cena gravada na Deic.
Stepan Nercessian em cena gravada na Deic.

Há pouco mais de uma década a Polícia Civil de Goiás desvendava um dos casos de maior repercussão de sua história. A farsa da empresária Vilma Martins caía por terra e os investigadores, sob o comando do delegado Antônio Gonçalves, concluíam que ela não era a mãe biológica de Pedro Rosalino Braule Pinto, o Pedrinho, nem de Aparecida Fernanda Ribeiro da Silva. Ambos haviam sido subtraídos por Vilma de maternidades, logo após o nascimento.

O episódio agora volta à tona com o lançamento do filme “Quarto 10”, dirigido por Isabela Eva e Sidnei Rogério. Uma pré-estreia está programada para quinta-feira, dia 29, no cinema Lumière do Shopping Bougainville, às 20 horas.

A produção conta com a participação dos atores Stepan Nercessian, que interpreta o delegado Antônio Gonçalves, e Igor Cotrim. O cantor Sérgio Reis deve acompanhar a pré-estreia – uma das músicas da trilha sonora do filme é “Coração de Papel”, sucesso do artista.

Atriz, cantora, roteirista, escritora e diretora, Isabela Eva comentou sobre a obra: “Casos reais me inspiram bastante. Um dia, eu estava na secretaria de cultura e alguém me deu a dica para procurar o delegado envolvido nesse caso. Liguei para o doutor Antônio, que estava na época na Delegacia de Furtos de Veículos, e me reuni com ele. Saí da reunião com uma sensação incrível de humanidade. Ele ainda me passou todo o material para minha pesquisa e aí o delegado, a partir daquele dia, passou a ser o personagem principal do roteiro”.

Em entrevista ao site 7minutos, o consagrado ator goiano Stepan Nercessian falou do desafio de interpretar o delegado Antônio Gonçalves: “Cada novo personagem é como um filho. Os que existiram na vida real são desafiadores. As pessoas já tem uma referência e esperam encontrar as semelhanças entre o doutor Antônio real e o da ficção. O doutor Antônio é muito querido, respeitado e admirado por seus colegas policiais. Percebi a responsabilidade de estar interpretando um verdadeiro mito dentro da Polícia de Goiás”.

Após a pré-estreia, o filme será apresentado a todos os policiais civis e ao público em geral, em data ainda a ser definida, na Escola Superior da Polícia Civil.