Funcionário de empresa de ônibus é preso por negar bilhete de ônibus gratuito a idoso

611
Delegada
Momento da prisão do funcionário da empresa de ônibus

Aposentado de 66 anos ia viajar com esposa para trabalhar em uma festa.
Detido diz que ‘cumpria ordens’. Com a recusa, delegada comprou passagem

Um funcionário da empresa de ônibus Viação Paraúna, que não foi identificado, foi preso nesta quinta-feira (11) após se negar a ceder uma passagem gratuita a um idoso. Segundo a Polícia Civil, Manoel Francisco Oliveira, de 66 anos, estava na Rodoviária do Setor Campinas, em Goiânia, acompanhado da esposa, a culinarista Maria Dalva de Oliveira, de 53, e seguiriam para uma festa em Campestre de Goiás, a 50 km da capital, para trabalhar em uma festa.

A mulher do idoso, que não tem direito à gratuidade, já havia comprado a passagem. Porém, o bilhete do idoso foi negado. “[Ele disse que] não dava passagens para viajar no ônibus intermunicipal e que a Paraúna não carrega velho de graça. Me senti humilhado”, reclamou Manoel.

Enquanto era conduzido à delegacia, o funcionário tentou se defender. “Eu não recusei, eu cumpri a ordem da empresa. No convencional tirar [o bilhete], no semiurbano não. Fui orientado a trabalhar assim”, afirmou.

O G1 entrou em contato com a Viação Paraúna, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o caso até a publicação desta reportagem. Já a Agência Goiana de Regulação (AGR) informou que vai abrir um procedimento para esclarecer o caso.

                                                                         Delegada paga
Segundo a delegada Silvana Nunes, da Delegacia de Investigação de Crimes Contra o Idoso, mesmo após o episódio, a empresa continuou se recusando a repassar o bilhete. Então ela mesma resolveu o problema. “Peguei R$ 6,50 e comprei a passagem para ele. Os dois não tinham mais dinheiro e estavam indo trabalhar, são muito humildes. O que custava para a empresa cumprir a lei?”, questionou.

Idoso, à direita, que teve seu direito negado pela empresa de ôibus
Idoso, à direita, que teve seu direito negado pela empresa de ônibus Viação Paraúna

Ela explicou ainda que a lei é clara em relação à questão. “Toda pessoa acima de 65 anos tem o direito de transporte público gratuito. Basta apenas apresentar o passaporte do idoso”, disse ao G1. Segundo ela, o artigo 96 do Estatuto do Idoso pune quem impede o acesso de idosos de forma gratuita aos meios de transporte. O homem foi indiciado e está preso. Se for condenado, ele pode pegar até um ano de prisão.

Fonte: G1 / GO