GENARC de Catalão: 12 pessoas são presas durante Operação de combate ao tráfico de drogas

726
Drogas e dinheiro apreendidos com os traficantes pelos Policiais Civis

Na manhã de sábado, dia 24/03, Policiais Civis do Especial de Repressão a Narcóticos – GENARC, de Catalão, com auxílio das Delegacias de Ipameri, Orizona, Silvânia e Leopoldo de Bulhões realizaram uma megaoperação na cidade de Catalão. Objetivo da ação foi o de prender quadrilha responsável pelo tráfico de drogas na região.

Durante a Operação, denominada Salmo 128, foram cumpridos 11 mandados de prisão e 06 de busca e apreensão residencial. Além dos mandados os presos foram autuados também em flagrante delito por tráfico de drogas, associação, posse de objetos destinados ao tráfico, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores.

Foram presos CARLOS ALBERTO DAVI FRANCO, de 26 anos, CARLOS RENON NERES DE SOUZA, 33 anos, EDMILSON DAVI FRANCO, 27 anos, EDSON DAVI FRANCO, 47, LINDOMAR VAZ DA SILVA, 27, MARLY MOREIRA DA SILVA, 34, MARTINHA JOSÉ RODOVALHO, 47, NILZA INACIO RODOVALHO, 66, PATRÍCIA JOSÉ RODOVALHO, 29, RUTH MOREIRA DA SILVA, 40, SUELY PINHEIRO, 32 anos e VALDSON CARVALHO DE SOUZA, de 27 anos. Nove dos presos tem parentesco de primeiro grau entre si.

Nas residências dos investigados foram encontrados quase 2 quilos de pasta base de cocaína, mais de meio quilo de cocaína em pó, aproximadamente 4,5 quilos de ácido bórico, além de diversos frascos de éter alcoolizado e insumos utilizados no refino e preparação da droga. Também foram apreendidos balanças de precisão, grande quantidade e os veículos utilizados pelo grupo.

Vinícius de Castro Penna, Delegado Coordenador do GENARC e responsável pela operação, informa que a quadrilha já estava sendo investigada há vários meses sendo constatado que era bastante organizada e que, cada indivíduo, tinha sua participação bem definida. O Delegado disse ainda que Edmilson Davi, o Gêmeo, era quem comandava a quadrilha e no momento da prisão ele estava com um revólver calibre 38 municiado. Edmilson ainda responde por dois recentes homicídios na cidade de Catalão.

Também participaram da operação os Delegados Diogo Andrade Ferreira e Leonardo Barbosa Sanches. Os presos foram encaminhados à cadeia pública local e encontram-se à disposição do poder judiciário.

Os presos durante a Operação Salmo 128