GENARC de Goianésia prende namorada de detento com quase 10 kg de maconha

332
yorrana
Yorrana se assustou com presença dos policiais

Policiais civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) de Goianésia prenderam, no dia 28 de setembro, Yorrana Sabrina Rodrigues Morais, de 21 anos, por tráfico de drogas. De acordo com as investigações, comandadas pelo delegado Marco Antônio Maia, ela transportava quase dez quilos de maconha em uma mala, quando foi surpreendida por policiais. Parte do entorpecente pertencia ao namorado, que está preso.

Na ocasião, agentes do GENARC averiguavam denúncias de uso de drogas próximo à antiga Chácara do Bambu, conhecido local de realização de festas automotivas. Yorrana, que estava a pé, teria ficado nervosa ao perceber a presença dos policiais e começou a se deslocar de um lado para o outro na avenida. Na tentativa de disfarçar, a suspeita, então, entrou num estabelecimento comercial, onde foi abordada pelos agentes.

Questionada sobre o conteúdo da mala, que parecia estar mais pesada que sua capacidade, Yorrana disse se tratar de roupas que haviam sido compradas em Jaraguá. No entanto, ao ter a mala aberta, ela confessou que se tratava de drogas. Na delegacia, os policiais descobriram que metade da droga seria do namorado, preso no no Centro de Inserção Social de Goianésia.

À Polícia Civil, Yorrana disse que receberia meio quilo da maconha para buscar a droga em Jaraguá. O restante do entorpecente seria repassado a traficantes de Goianésia. De acordo com o delegado Marco Antônio, apesar dos sucessivos flagrantes, muitas pessoas, principalmente mães e esposas, ainda teimam em tentar entrar com drogas no presídio. Segundo o delegado, neste ano, o GENARC de Goianésia bateu o recorde de apreensões de drogas na região.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GENARC / Goianésia