GENARC, de Itumbiara, apreende drogas, armas e coletes à prova de balas durante operações

334
Drogas, armas e coletes à prova de balas que foram apreendidos pelo GENARC

Drogas, armas e coletes à prova de balas são apreendidos durante operações do Genarc
Policiais também apreenderam dois menores e dois maiores acusados de tráfico de drogas

Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) da 6ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Goiás deflagraram no início da noite desta quinta-feira, 3, duas operações em bairros periféricos de Itumbiara. No bairro Dona Moralina foi apreendido um menor infrator, de 15 anos de idade, que fazia entrega de drogas a usuários em nome de um maior. Já na rodoviária da cidade, um outro menor foi detido dentro de um ônibus, portando 2kg de maconha em sua mochila.

O menor apreendido no bairro Dona Moralina atuava prestando serviços ao maior Thales Prateado. Durante a abordagem da polícia, um usuário que comprava maconha do menor também foi detido. Prateado conseguiu escapar dos agentes ao saltar muros, porém, em sua casa foram apreendidos 1,5kg de maconha embalada e material usado para o corte e embalagem da droga.

O menor foi encaminhado ao Centro de Recepção ao Menor Infrator (CRAI), onde ficará internado. Thales teve sua prisão preventiva representada pela Polícia Civil junto ao Poder Judiciário e o mandado deve ser expedido nos próximos dias. Ele será indiciado por trafico de drogas e associação para o tráfico.

A segunda operação teve início por volta das 20h. Na ocasião, a polícia abordou um menor dentro de um ônibus, no terminal rodoviário de Itumbiara, a caminho de Morrinhos. Em sua mochila foram encontrados 2kg de maconha.

A polícia chegou ao infrator ao investigar Emídio Mariano da Cunha Neto e Odeon Lucas de Oliveira, dois traficantes que estavam sendo monitorados pela polícia há 20 dias. No dia da operação, o menor foi visto saindo da casa dos dois suspeitos e foi seguido pelos oficiais do Genarc até a rodoviária. Na casa dos dois maiores foram apreendidos dois revólveres calibre 38 com numeração de identificação raspada, dois coletes à prova de balas, luvas, touca “ninja”, notebook, joias, relógios e bijuterias e produtos que supostamente são o resultado de assaltos praticados pela dupla. Eles são acusados de fazerem parte de uma quadrilha que pratica assaltos a postos de combustíveis, lotéricas, farmácias e residências em Itumbiara.

Fonte: www.jornalopcao.com.br
Texto: Thiago Burigato