Polícia Civil: GENARC de Luziânia fecha laboratório de drogas e prende dois traficantes

462
luziania3
Valmir  da Silva Ferreira e Paulo Henrique Soares

 O Grupo de Repressão a Narcóticos (GENARC), de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, fechou, no dia 10 de julho, um laboratório clandestino utilizado para fabricação de drogas no Setor Norte. O local, utilizado para fabricação de cocaína, ecstasy e “loló”, vinha sendo investigado pelos policiais civis, após denúncias.

No local, foram presos Paulo Henrique Soares Rezende, de 20 anos, e Valmir da Silva Ferreira, de 28 anos, contratados pelo traficante conhecido pela alcunha de “Ancin”, dono do laboratório. Durante a abordagem, Ancin conseguiu evadir-se do local, mas a polícia civil continua as buscas.

Segundo a delegada Caroline Matos, coordenadora do GENARC, os traficantes repassavam drogas para serem revendidas em festas e, além disso, propiciavam o uso no próprio local, onde foram encontrados usuários frequentes. Todo maquinário e materiais utilizados para a fabricação dos entorpecentes foram apreendidos.

O delegado regional, Rodrigo Mendes de Araújo, parabenizou a delegada, agentes e escrivães envolvidos na prisão, e ressaltou a importância do combate ao tráfico, que é a força motriz de diversos outros crimes, como roubos, furtos e homicídios.