GEPATRI, de Rio Verde, prende quadrilha especializada em roubos de caixas eletrônicos

368
gepa
Marcelo e Muriel, de camisas claras, preso no GEPATRI

Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI), de Rio Verde, no sudoeste goiano, prenderam no último sábado, dia 29, dois membros de uma quadrilha responsável por arrombamentos de caixas eletrônicos e furtos em residências. As prisões aconteceram logo após o grupo explodir o caixa eletrônico de uma agência bancária da cidade de Montividiu, localizada também na região sudoeste do Estado. O arrombamento aconteceu por volta das 5 horas da manhã do sábado.

Marcelo Miranda, 31 anos, e Muriel Barbosa, 27 anos, foram presos com parte do dinheiro subtraído do banco e as ferramentas utilizadas pela quadrilha nas suas ações criminosas. Segundo o Delegado Dannilo Proto, Coordenador do GEPATRI, a quadrilha, composta por quatros membros, pode estar envolvida em outros arrombamentos de caixas eletrônicos. As investigações estão em andamento e, segundo Dannilo Proto, não deve trazer surpresas quatro a responsabilidade dessa mesma quadrilha pelos crimes. Em dois outros os presos já admitiram responsabilidade”, disse Dannilo.

Os dois membros da quadrilha que foram presos são de Rio Verde. Os outros dois, que conseguiram escapar ao cerco montado pelos Policiais Civis do GEPATRI, são de Uberlândia, Minas Gerais. Disse Dannilo Proto que as investigações continuam no sentido de prender os dois outros integrantes da quadrilha. O coordenador do GEPATRI lembrou que a quadrilha desarticulada era bastante especializada no arrombamento de caixas eletrônicos, com o uso de explosivos. “Eram necessários apenas 15 segundos para a ação”, assinalou Proto.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GEPATRI