GIH e GEPATRI de Uruaçu prendem mulher suspeita de ser grande traficante de drogas

1030
unnamed (43)
Andréia: prisão por tráfico

Policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) e do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI) de Uruaçu, no norte goiano, prenderam, no dia 28 de maio, Andréia Maria Borges, considerada uma das maiores traficantes de drogas da região.

Segundo o delegado Frederico Dias Maciel, coordenador do GIH e GEPATRI, a prisão decorreu de uma denúncia anônima anterior, formalizada em Goiânia, junto à Delegacia Especial de Repressão a Narcóticos (DENARC).

De acordo com o delegado, o companheiro de Andréia, Epaminondas Nunes Mendes também foi preso por tráfico de drogas, na cidade de Guaraí, no Tocantins, há cerca de três meses. No carro dele, à época, foram encontrados 15 quilos de maconha.

Andréia acompanhava o marido quando ele foi preso, mas não chegou a ser detida. As investigações, no entanto, prosseguiram. Na casa dela, em Goiás, a Polícia Civil encontrou várias porções de cocaína prontas para serem comercializadas.

unnamed (70)
Charles Muller

Outra prisão
Ainda no dia 28 de maio, policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) e do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (GEPATRI) de Uruaçu efetuaram a prisão de Charles Muller da Silva Guimarães. Ele é suspeito de ter praticado roubo a comércio na cidade, no dia anterior.

De acordo com as investigações, durante averiguação acerca do roubo, uma garrucha calibre 22, provável arma utilizada no crime, foi encontrada na casa de Charles. No imóvel, a polícia encontrou ainda 16 pedras de crack, embaladas para comercialização. Charles foi, então, autuado por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / GIH / GEPATRI / Uruaçu