GIH de Anápolis indicia suspeitos de cometerem mais de 15 homicídios em Anápolis

1247
consultaMportalFoto13
Wesley Lopes da Silva (dir.) e Muriel Henrique da Silva (esq.)

Policiais do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis cumpriram mandado de prisão preventiva em desfavor de Wesley Lopes da Silva e Muriel Henrique Rodrigues da Silva na quarta-feira (14). Eles são suspeitos de terem cometido mais de 15 homicídios no município.

A equipe coordenada pelo delegado Cleiton Lobo de Araújo concluiu as investigações acerca da morte de Leandro Alves Peixoto, uma das possíveis vítimas da dupla de suspeitos.

De acordo com o que foi apurado, Muriel e Wesley teriam assassinado Leandro em frente a um salão de beleza localizado no Setor Boa Vista, em Anápolis. Wesley teria desferido vários disparos de uma pistola calibre .40 contra a vítima, a qual faleceu no local.

Com a conclusão do Inquérito Policial, ambos foram indiciados por Homicídio Qualificado (Artigo 121, Parágrafo 2º, do Código Penal Brasileiro. A pena é de reclusão de 12 a 30 anos. Os investigadores do GIH trabalham na elucidação de outros 16 homicídios nos quais há indícios de autoria de Wesley e Muriel.