GIH de Anápolis prende suspeito de homicídio motivado por uma discussão em ligacão no celular

525
sidimar
Sidimar Silva Alves: suspeito preso pela Polícia Civil

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis, por meio da equipe coordenada pelo delegado Vander José Coelho Júnior, cumpriu Mandado de Prisão Temporária em desfavor de Sidimar Silva Alves. Ele foi identificado como sendo autor do crime de homicídio duplamente qualificado, ocorrido em 9 de setembro, que vitimou Tiago dos Santos Frei, de 22 anos.

Segundo o que foi apurado na investigação policial, autor e vítima iniciaram uma discussão através de um grupo do aplicativo de celular WhatsApp. A discussão pelo aplicativo se acirrou e eles começaram a trocar ameaças, até que Sidimar foi até o local de trabalho de Tiago e o assassinou friamente, com cinco disparos de arma de fogo na cabeça.

Após ser preso, Sidimar confessou ter matado Tiago e informou que o fez pelo fato da vítima ser muito “folgada”. A arma utilizada para a prática do delito foi apreendida e será submetida a exames periciais.

Sidimar já havia sido preso em flagrante em novembro do ano passado também pela prática de homicídio, entretanto, foi solto cerca de três meses depois. Atualmente ele é investigado pela prática de outros homicídios ocorridos na cidade de Anápolis. A investigação foi concluída e o Inquérito Policial será remetido ao Poder Judiciário nos próximos dias.

A equipe responsável pelo minucioso trabalho de investigação é composta pela escrivã Alessandra Silva da Gama, pelos agentes de polícia Carolina de Barros Cardoso e Wagner Vander e pelo delegado Vander Coelho, que destacou o excelente trabalho realizado por sua equipe.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GIH / Anápolis