Policiais civis do GIH de Formosa prendem acusado de homicídio. Vítima era usuária de drogas

633
jose marcio pereira da silva
José Márcio

Policias civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Formosa, no Entorno do Distrito Federal, prenderam, em flagrante, no dia 6 de junho, José Márcio Pereira da Silva, de 24 anos, acusado do homicídio de Osmar Amâncio de Oliveira, 38 anos, cometido na madrugada deste mesmo dia.

De acordo com as investigações, coordenadas pelo delegado Felipe Guerrieri, o crime aconteceu próximo a Lagoa dos Santos, no mesmo município, quando a vítima saiu de casa pra comprar cigarros e foi surpreendida pelo acusado e outras duas pessoas, já identificadas, mas ainda procuradas.

Segundo Guerrieri, a vítima era usuária de drogas e estaria devendo dinheiro ao acusado. Antes do crime, José Márcio teria entrado na casa da vítima e a agredido fisicamente, por conta da suposta dívida. O suspeito ainda estaria a procura de uma arma deixada na casa de Osmar.

Como não conseguiu receber o dinheiro e nem encontrar a arma, José Márcio teria prometido voltar, para mostrar a Osmar que não era “comédia”, provocação que a vítima teria feito ao autor no momento da invasão à residência. Em seguida, o suspeito voltou ao local e surpreendeu Osmar na porta de casa, cometendo o homicídio.

Após consumar o crime, o acusado e os comparsas fugiram do local. José Márcio, no entanto, permaneceu na cidade e foi dormir na casa de amigos, local onde foi preso. Segundo o delegado, os policiais civis o localizaram porque já o perseguiam desde o momento do crime, quando levantamentos já apontavam a autoria do assassinato.

O acusado foi conduzido à Casa de Prisão Provisória de Formosa, onde permanece à disposição do Poder Judiciário.

Texto: Flávia Guerra – Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / GIH / Formosa