GIH de Jataí esclarece homicídio em que vítima e autor fumaram crack juntos momentos antes do crime

611
Jhonatan Moraes Souza

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Jataí apresentou, na tarde de terça-feira (17), Jhonatan Moraes Souza, 19 anos, investigado pelo homicídio de Guilherme Paulino da Silva, 19 anos. Jhonatan foi identificado pela Polícia Civil por meio de imagens de câmeras colhidas nas imediações do local do assinato, enquanto fugia em uma motocicleta Honda Biz vermelha.

As investigações comprovam que Guilherme teria praticado um furto na casa de Jhonatan três meses antes do homicídio. Esse fato teria motivado o crime. Jhonatan fugiu para Mato Grosso após o homicídio e retornou no início deste ano. Ele foi preso na sexta feira (13), em razão de um mandado de prisão preventivo expedido pela Vara Criminal de Jataí, quando confessou a autoria do crime e esclareceu a motivação.

Segundo o titular do GIH, delegado Elexandre Cezar Rossignolo, autor e vítima ainda fizeram uso de crack juntos antes do crime. Jhonatan deverá responder pelo crime de homicídio qualificado, em razão do motivo torpe, cuja pena é de 12 a 30 anos de reclusão.