GIH de Luziânia prende dois investigados por vários homicídios

861
WhatsApp Image 2017-05-22 at 151
Pablo rodrigues (à esquerda) e Davidson Torres (à direita)

O Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Luziânia cumpriu, na manhã de segunda-feira (22), dois mandados de prisão temporária contra Davidson Alecsandri Torres Araújo, por alcunha “Deivim”, e Pablo Rodrigues da Silva, vulgo “Zezão”. Eles são investigados por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado. Os delitos foram perpetrados no início deste mês.

No dia dos fatos, as vítimas passeavam de bicicleta pelo bairro Parque Mingone II, em Luziânia, quando teriam sido abordadas pelos dois suspeitos. Conforme narrado pela vítima sobrevivente, “Deivim” e Pablo pretendiam matar Igor, amigo das vítimas. Porém, como não o encontraram, decidiram, naquele momento, matar os dois que estavam diante deles.

Os suspeitos sacaram as armas de fogo que portavam. Pablo passou a efetuar disparos na direção de Wagner Santos Sousa, que morreu no local. Davidson atirou contra a outra vítima, a qual, mesmo tendo sido alvejada no braço, conseguiu fugir.

Davidson e Pablo são apontados como criminosos contumazes e de alta periculosidade em Luziânia. Eles haviam sido presos em flagrante pela Polícia Militar por tráfico de drogas, mas foram soltos em audiência judicial. Por tal razão, objetivando evitar a soltura de ambos, a Polícia Civil representou pela prisão temporária dos mesmos (pelos citados crimes de homicídios).

Eles também são investigados como prováveis autores de outro homicídio qualificado ocorrido na madrugada do dia 13 de maio. Participam das investigações os policiais civis Helena, Braziliano e André Alexandre, coordenados pelo delegado Maurício Passerini.