GIH de Luziânia prende suspeita de mandar matar ex-namorado

431
mariana
Mariana Pereira Costa

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, em ação conjunta com a Delegacia de Atos Infracionais do mesmo município, apreendeu, no dia 12 de setembro de 2014, Mariana Pereira Costa. Ela é acusada da prática de homicídio qualificado contra Claudinei Diego Morais Bueno, crime ocorrido em 21 de maio de 2012, no Tênis Clube da cidade.

À época do crime, Mariana era menor de idade (16 anos de idade) e tinha mantido um relacionamento com a vítima. O executor do crime teria sido Cristiano da Rocha, amante da adolescente. De acordo com as investigações, durante uma festa, Mariana distraiu a vítima enquanto Cristiano se aproximou e efetuou um disparo pelas costas.

Claudinei havia terminado o relacionamento poucos dias antes do crime, por conta de constantes traições da adolescente, que não aceitou o término do namoro. Segundo o delegado Fernando Gili, coordenador do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), Mariana ameaçava com frequência o ex, antes de colocar em prática o plano de matá-lo.

Após representação pela internação provisória de Mariana e pela prisão preventiva de Cristiano, os delegados Fernando Gili e Marcus Brener, este último coordenador da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI), se articularam no sentido de atuarem em conjunto na localização e prisão da suspeita. O inquérito já foi concluído, com o indiciamento de ambos os envolvidos.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / GIH / Luziânia