GIH/Genarc de Novo Gama prende dois maiores e apreende um menor, todos suspeitos de homicídio

919
WhatsApp Image 2017-10-03 at 14
Da esquerda para a direita: Weend Henrique e Adson Pereira

O Grupo de Investigações de Homicídios e Repressão a Narcóticos (GIH/Genarc) de Novo Gama, coordenado pelo delegado Danillo Martins, cumpriu dois mandados de prisão preventiva, um mandado de internação provisória e um de busca e apreensão domiciliar. Além das capturas e apreensão de um menor, as diligências resultaram na prisão em uma prisão em flagrante por posse de munição de arma de fogo. As ações ocorreram durante uma operação destinada a cumprir ordens judiciais contra autores de homicídios no município.

Um dos supostos autores em cujo desfavor foi cumprido mandado de prisão foi Weend Henrique Batista de Souza, 23 anos. Ele é suspeito de ser autor de homicídio ocorrido no Lago Azul em agosto deste ano, quando dois suspeitos efetuaram diversos disparos contra LNF, 32 anos, em um veículo Kadett, usando máscaras. A vítima morreu no local do crime. Weend foi reconhecido como autor dos disparos.

Também foi cumprido mandado de prisão preventiva em desfavor de Adson Pereira dos Santos, 42 anos, apontado como mandante de homicídio também ocorrido no Lago Azul em 2016 quando a vítima, RVS, 51 anos, foi morto a tiros em um bar. Adson teria solicitado que um indivíduo menor de idade executasse o crime, levando-o até o local em que estava a vítima e fornecendo a arma para execução. Na casa de Adson, no Distrito Federal, foi cumprido mandado de busca e apreensão. No local, foi localizada munição calibre 380. Adson foi autuado em flagrante pelo crime. O autuado também responderá por homicídio qualificado e corrupção de menores, além de posse de munição de arma de fogo.

Também foi apreendido o menor infrator de15 anos autor dos disparos que vitimaram RVS a mando de Adson, usando arma de fogo fornecida por ele. A operação foi realizada como parte da intensificação dos trabalhos de polícia investigativa, procedidos pelo GIH/Genarc de Novo Gama. De acordo com o delegado Danillo Martins, as ações empreendidas pelo grupo especializado têm resultado em vertiginosa queda dos índices de homicídio na cidade. “No momento, percebe-se uma redução superior a 40% entre janeiro e setembro, se comparado com mesmo período do ano passado”, informa a autoridade policial.