Goiás Biométrico: Central de Flagrantes tem primeiro caso positivado de detecção de nome verdadeiro

554

rodolfo roberioO sistema Goiás Biométrico, que possibilita o rápido confronto de fragmentos de impressões digitais em locais de crimes com os arquivos do Instituto de Identificação, registrou seu primeiro caso positivado e detecção de nome verdadeiro desde a implantação do novo sistema na Central Geral de Flagrantes (CGF) da Polícia Civil.

No dia 3 de abril, um indivíduo que se identificou como Rodrigo Rodrigues da Silva, e que posteriormente se apresentou como Thiago Sequeira da Silva, foi conduzido, após abordagem policial, para a seção de Papiloscopia da CGF. No momento da identificação nada foi encontrado nos arquivos civil e criminal pela pesquisa nominal.

No entanto, as impressões digitais do abordado foram coletadas e submetidas à pesquisa no sistema Goiás Biométrico, a fim de confirmar a identidade do suspeito. Após o resultado da pesquisa foi encontrado Registro Geral Civil em nome de Rodolfo Roberio Leandro da Silva, de 29 anos, que se encontra em situação de abandono do semiaberto da unidade prisional de Guapó.