Governador leva cúpula da SSPJ para conhecer o modelo de segurança pública colombiana

291
João Gorski, Joaquim Mesquita, Marconi Perillo e Silvio Benedito duante reunião com Oficial da Polícia Colombiana

O Delegado Geral da Polícia Civil, João Carlos Gorki, retornou ao Brasil com uma boa impressão do sistema de segurança pública adotado na Colômbia e que tem servido de modelo, em termos de eficiência em resultados em toda a América do Sul. “É um país que tem se superado, graças às mudanças e aos investimentos feitos na área de segurança pública, nos índices de criminalidade e violência”, assinalou Gorski. Segundo ele, o modelo de segurança pública adotado não foi ainda complementado, por ser de longo prazo, mas que a sensação de segurança é claramente sentida pela população.

João Carlos Gorski esteve na Colômbia na companhia do Governador Marconi Perillo, juntamente com toda a cúpula da Secretaria da Segurança Pública de Goiás. Ele disse que o sistema implantado já apresentou excelentes resultados, apesar de ainda existirem gargalos provocados pelos focos de resistência de guerrilheiros rebeldes ainda existentes naquele país. Lembrou Gorski que a inteligência policial ganhou estrutura de peso e se constitui num dos pontos fortes do programa de segurança empregado, aliada à investigação.

O Delegado Geral da Polícia Civil observou que os avanços são sentidos pelos colombianos, principalmente em se tratando de homicídios, cujos índices já estiveram em 380 assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes. Isso quando a guerrilha tinha força e existiam ainda os paramilitares. Hoje, as polícias colombianas estão fortemente armadas, podem ser vistas em todos os cantos e estão mais próximas da sociedade. Contudo, com praticamente os fim dos cartéis, a Colômbia passou a  enfrentar os mesmos problemas urbanos de violência e criminalidade existentes no Brasil, como o tráfico de pequenos traficantes, roubos, homicídios, entre outros crimes.

A Colômbia ficou conhecida no mundo todo pela força do narcotráfico, que provocava uma violência assustadora e deixava a população mercê dos narcotraficantes e de outros criminosos. Um novo sistema de segurança pública foi adotado, com o apoio dos Estados Unidos, para onde seguia boa parte da droga produzida na Colômbia, e hoje o quadro é bem diferente. De acordo com João Gorski, a política de segurança pública exercida com eficiência e planejamento na Colômbia se tornou referência e cabe perfeitamente em qualquer país que compõe a América do Sul.

A comitiva do Governador, composta também pelo Secretário da Segurança Pública e Justiça, Joaquim Mesquita, e pelo Comandante Geral da Polícia Militar, Cel. Sílvio Benedito, além do Delegado Geral da Polícia Civil, visitou as cidades de Bogotá e Medellín. “O que é bom para um País ou Estado não deve servir apenas de exemplo, deve ser copiado e nós percebemos que as mudanças em andamento na Colômbia, com foco têm muito a oferecer para o Brasil e para o nosso Estado de Goiás”, afirmou  João Carlos Gorski. Durante a visita  à Colômbia, o Governador Marconi Perillo solicitou um acordo com a Polícia Colombiana para que Policiais Civis goianos possam ser aprimorados nas áreas de inteligência policial e investigação naquele país.

 

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil