Guerra de gangues: DIH apresenta conclusão de 16 inquéritos

625
IMG-20151204-WA0004
Delegados Murilo Gonçalves e Myriam Vidal apresentam conclusão de inquéritos

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), apresentou, na manhã desta sexta-feira (04), o resultado das investigações que desarticularam  duas das maiores organizações criminosas do Estado, chefiadas respectivamente por Iterley Martins de Souza, o “Magrelo”, preso em Fortaleza/CE, em setembro de 2015; e por Thiago César de Souza, o “Thiago Topete”, que cumpre pena na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), por tráfico de drogas.

Ao todo, 16 inquéritos foram concluídos, relativos a crimes diretamente relacionados à guerra entre as duas organizações. O trabalho foi finalizado com a prisão do último líder do grupo de Topete, Lourismar Xavier Dias. Segundo a delegada Myriam Vidal,  todas as vítimas tinham ligação com o tráfico de drogas e com as duas gangues investigadas. Os líderes e os membros da organizações estão presos, com exceção de Alexandre Gonçalves de Deus, foragido, mas já com mandado de prisão decretado. Os grupos atuavam nas regiões Sudoeste e Oeste de Goiânia.

A investigação começou há um ano e meio aproximadamente, a partir da sistematização e do cruzamento de informações das mortes ocorridas em Goiânia.  A delegada Myrian Vidal afirma que a maioria dos traficantes mortos foi amiga de infância e na adolescência acabou rival por um motivo ou outro. De lá pra cá, 11 pessoas foram presas. Em vídeo da Polícia Militar, um dos detidos, identificado como Raul, pertencente ao grupo de Iterley, confirma a existência da guerra entre as facções. (assista abaixo).