Em Itumbiara, homem é preso por cobrar mensalidade de planos funerários

337
funeraria
Aldorimar Faria Machado: preso em Itumbiara

O delegado Lucas Finholdt, titular do 2º Distrito Policial de Itumbiara, afirmou que há cerca de 2 meses, o suspeito foi demitido da funerária onde trabalhava, por apropriação indébita. “Ainda enquanto prestava serviços na empresa, ele se apropriava das mensalidades. Inclusive tem um inquérito em andamento contra ele aqui na delegacia por esse crime”, afirmou.

De acordo com o delegado, após de ser demitido, Aldorimar continuou a cobrar as mensalidades dos clientes. “Uma das vítimas relatou que o suspeito foi até a residência dele para cobrar a taxa mensal, alegando que estava de férias e que voltaria a receber o pagamento de seu plano.

A vítima entrou em contato com o proprietário do estabelecimento, que acionou a policia. Como nós já sabíamos da ação criminosa do homem, efetuamos a prisão dele cerca de uma hora depois”, disse.

Na delegacia de polícia, ele negou o crime e alegou que tinha ido até a casa do cliente apenas para conversar. O dono da empresa estima um prejuízo em torno de R$ 15 mil. Aldorimar vai responder por tentativa de estelionato, além de apropriação indébita e estelionato consumado contra outras vítimas, que já estão sendo identificadas. O criminoso já tem passagens por adulteração de sinal de veículo automotor e injúria.

Texto: Kamylla Rodrigues / Jornal O Hoje
Foto: Polícia Civil / Itumbiara