Homem é preso em Goiânia suspeito de estuprar sobrinha, de 11 anos, e também a sogra

433
dpca
João Oliveira Feitosa

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia apresentou no dia 21 de agosto, um homem suspeito de ter estuprado a sobrinha de 11 anos, que seria deficiente mental. Há suspeita de que o homem teria violentado também a sogra.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Renata Vieira, a mãe da menina denunciou João Oliveira Feitosa, de 46 anos, no dia 8 de agosto. “Foi feito o exame no IML na vítima e ficou constatado o abuso sexual da criança. Em depoimento, a própria vítima nos relatou como os abusos aconteciam e mostrou várias marcas de mordidas nos seios. Segundo ela, os estupros começaram em fevereiro deste ano”, disse.  Nesse tempo, a menina teriam sido abusada cinco vezes.

João era casado com tia da vítima há nove anos. “Após saber do crime, a esposa de João se separou dele. A sogra, que até então era ameaçada, resolveu denunciar que também havia sido estuprada. Vamos solicitar o Boletim de Ocorrência dessa mulher, que foi feito na Deam. Caso fique comprovado a violência sexual, ele também será indicado pelo abuso da sogra”, disse a delegada.

Em depoimento à delegada, João confessou apenas o abuso da criança. “Ele fala que a culpa era da menina. Na versão dele, a menor o seduzia, ficando nua na frente dele. O caso da sogra ele nega”, disse. Ele foi preso também nesta manhã, no setor Estrela Dalva, quando saía para trabalhar. Com ele, a polícia encontrou um punhal, que seria utilizado pelo suspeito para ameaçar a criança. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável, que cabe até 15 anos de prisão.

Texto: Jornal O Hoje
Foto: Polícia Civil / DPCA