Macaco de espécie em extinção é resgatado de circo em São Luís de Montes Belos

592

macacoPoliciais civis da Delegacia de São Luís de Montes Belos resgataram, nesta quarta-feira (21), um macaco-aranha (Ateles paniscus), que estava sendo mantido em cativeiro em um circo na cidade. De acordo com as informações que chegaram à delegacia, o animal, também conhecido como muriqui, de espécie considerada em extinção no Brasil, estaria sendo mantido em condições precárias.

Os proprietários do Circo Vanessa não possuíam a documentação necessária para manter o animal em cativeiro. Diante dessa situação, os policiais civis solicitaram apoio ao Batalhão Ambiental da Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, que encaminharam o animal ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), em Goiânia. O delegado Victor Pereira Avelino enalteceu a parceria das polícias na apreensão do animal.

A Lei de Crimes Ambientais considera crime contra a fauna a manutenção de animais silvestres em cativeiro sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente. No caso específico de fauna silvestre entende-se como autoridade competente o IBAMA. A manutenção de animais silvestres em cativeiro também é considerada crime se a origem dos bichos não estiver devidamente documentada através de nota fiscal emitida pelo comerciante ou pelo criadouro que tem autorização do IBAMA para reproduzi-los em cativeiro.