Mais dois suspeitos de homicídio são presos em Luziânia

822

denis e rafaelPoliciais civis lotados no Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia, coordenados pelo delegado Maurício Passerini, cumpriram, nesta terça-feira (14), mandados de prisão temporária expedidos em desfavor de Rafael Sousa Silva, de 19 anos, e Denis Leo Freire Morais, de 20 anos, ambos investigados pela prática de homicídio qualificado.

O crime em questão ocorreu em 8 de novembro de 2016, no bairro Parque Estrela Dalva IX, em Luziânia, ocasião em que Brendo Henrique Araújo Tinoco foi morto ao ser violentamente agredido na cabeça com golpes de enxada, além de facadas.

No total, seis coautores desse crime foram devidamente presos pela Polícia Civil e as investigações se encontram em fase de conclusão. Segundo o delegado Maurício Passerini, todos os envolvidos devem ser indiciados por homicídio qualificado, cuja pena varia de 12 a 30 anos de reclusão.

Passerini salienta que Denis assumiu já ter sido preso em flagrante pelo crime de roubo, praticado no Distrito Federal. Com a prisão de Denis e Rafael, a Polícia Civil em Luziânia soma 27 presos nos últimos dois meses, apenas referentes a crimes de homicídio.