Menores apreendidos com motocicleta dada como garantia de pagamento de drogas

321
Wellington e no detalhe a motocicleta apreendida
Wellington Alves . No detalhe, a Honda apreendida

Fabrício de Jesus Rocha procurou os Policiais Civis da Delegacia de Goianésia no último domingo, dia 23, para informar que no dia anterior havia deixado sua motocicleta Honda 125 FAN, na casa de um traficante, no Setor Covoá. Disse ainda que fora buscá-la posteriormente, mas os traficantes se recusaram a devolvê-la.

Diante da denúncia curiosa, pois denunciante disse ser usuário de droga e que havia dado a motocicleta como garantia de pagamento, o Delegado de Polícia Glênio Ricardo Alves da Costa, Titular da Delegacia de Goianésia, acompanhado dos policiais Juarez Moreira, Sillas Magalhães e Marco Túlio Leão saíram em diligência até o local indicado por Fabrício.

No endereço mencionado pela vítima, três indivíduos foram abordados e, questionados sobre o paradeiro da motocicleta e qual o motivo em não devolvê-la ao proprietário. Responderam apenas que sabiam do caso da motocicleta, mas que a mesma estava em outro setor. Como a vítima não reconheceu os abordados, as diligências prosseguiram na tentativa de localizar a motocicleta e apurar todas as circunstâncias do fato narrado.

Passando pela Avenida Brasil, próximo à Faculdade Evangélica de Goianésia, na saída para Ceres, os Policiais Civis viram oito motocicletas transitando em alta velocidade. Fabrício Rocha reconheceu uma delas como sendo a de sua propriedade. Perseguidos, condutor e garupa da motocicleta foram abordados.

O que estava a condução da motocicleta tinha apenas 16 anos e o garupa 15 anos. Realizada busca pessoal, constatou-se que o condutor da moto tinha apenas 16 anos e o garupa 15 anos. Apreendida, a motocicleta foi devolvida ao dono e os dois menores foram submetidos aos procedimentos policiais conforme preceitua o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e entregues aos pais. Ambos os menores já têm passagens por atos infracionais na Delegacia de Polícia de Goianésia.

                                                                              Bateria furtada

Wellington Alves Peixoto transitava pela Rua 40, no Setor Dona Fiica, em Goianésia, carregando uma bateria de caminhão em atitude suspeita. Abordado pelos Policiais Civis Juarez Moreira e Silas Magalhães, uma vez que  referido setor é muito conhecido pelo tráfico de drogas, Wellington não soube informar a origem da bateria, razão pela qual com foi conduzido à Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos.

Wellington não foi autuado por receptação, roubo ou furto pelo fato de não existir Boletim de Ocorrência sobre o objeto, nem mesmo a vítima, posteriormente localizada,  até aquele momento. O furto da bateria, relatado pela vítima, está sendo investigado em Inquérito Policial. Consultando informações sobre o detido, constatou-se que contra Wellington havia um Mandado de Prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas. A medida foi cumprida e o preso levado ao presídio local.

 

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Goianésia