Mulher é presa após falsificar assinatura de juíza em Minaçu

1361
FOTO 1
Leila Rodrigues da Silva Araújo

A Polícia Civil de Minaçu, a 365 km de Goiânia, prendeu em flagrante uma mulher que havia falsificado a assinatura da juíza desse município. O objetivo de Leila Rodrigues da Silva Araújo era enganar o próprio pai com vistas a sacar valores que este teria direito a receber dos cofres da União. Após recebimento de denúncia anônima, os investigadores se dirigiram à residência de Leila e, lá, encontraram documento timbrado no qual constava logotipo do Poder Judiciário de Goiás, onde a assinatura da magistrada local, Hanna Lídia Rodrigues Paz Cândido, autorizaria saque de R$ 258 milhões em nome do genitor de Leila.

Já na delegacia, a autora confessou ter falsificado a assinatura da juíza. O documento timbrado teria sido feito, ainda de acordo com a investigada, por um advogado. De acordo com o titular da DP de Minaçu, André Medeiros, Leila confessou ser intenção sua e do advogado ludibriar o pai com a alta quantia para que este, assinando o documento, possibilitasse aos dois autores sacar verbas as quais o senhor teria direito de receber junto aos cofres públicos federais. A autora será indiciada por crime de Falsificação de Documento Público (Artigo 297 do Código Penal Brasileiro). Se condenada, a pena é de reclusão de dois a seis anos, além de multa.