No órgão genital: Mulher presa ao tentar entrar com droga em presídio de Luziânia

530
layana
Layana da Silva Andrade

O Grupo de Repressão a Narcóticos de Luziânia (GENARC) prendeu, em flagrante delito, no dia 21 de agosto, Layana da Silva Andrade. A suspeita foi surpreendida transportando maconha e outros objetos, em seu órgão genital, ao tentar entrar no Centro de Inserção Social de Luziânia.

Segundo a delegada de polícia, Caroline Matos, coordenadora do grupo, os agentes de segurança prisional já vinham desconfiando das ações de Layana, porém, durante as revistas preliminares, procedimento comum a todos os visitantes, nada foi localizado.

Ciente da situação, a delegada Caroline e sua equipe, na data do fato, abordaram e conduziram a autora ao Instituto Médico Legal (IML) do município, onde foram encontrados em seu órgão genital um pequeno tijolo de maconha, chicletes, balas, sedas, acondicionados em plástico e camisinha.

De acordo com as investigações, a autora vinha realizando as práticas delituosas e fornecendo as substancias ao seu marido e outros detentos, que se encontram presos. Rodrigo Mendes de Araújo, delegado regional da 5ª DRP, ressaltou a importância de ações preventivas como esta, visando a erradicação do acesso dos presidiários a drogas e outros objetos periculosos.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil, com Natália Carvalho, escrivã de polícia
Foto: Polícia Civil / GENARC / Luziânia