Nota oficial de apoio ao delegado Jean Carlos Arruda

444

A Polícia Civil de Goiás vem, por meio da presente nota, manifestar sua solidariedade e irrestrito apoio ao titular da 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC), delegado Jean Carlos Arruda, após ataques proferidos contra o trabalho desempenhado naquela circunscrição.

Responsável que é pela formação profissional e aperfeiçoamento das autoridades policiais que compõem seus quadros, a Polícia Civil de Goiás reitera seu compromisso, não somente junto aos cidadãos catalanos, mas a todos os goianos, de que seus servidores se pautam por uma tradição de rigoroso preparo técnico e metodológico, de forma a cumprir, com êxito, sua tarefa de polícia judiciária.

Mais eloquente que a atual estrutura de nossa Escola Superior, que em pouco tempo passará a ministrar cursos de pós-graduação na área de Segurança Pública, são os números de elucidação de crimes que caracterizam nossas unidades, incluída aí a Regional de Catalão. Assim, qualquer tentativa de desqualificar a competência de qualquer um dos servidores da instituição peca não só pela desinformação, como pela falta de esforço em analisar, a partir de uma perspectiva dotada de verdadeiro espírito público, desempenhos traduzidos em estatísticas e disponíveis a todos os cidadãos goianos.

Por fim, a Polícia Civil de Goiás ratifica, na totalidade, a competência, denodo, abnegação, objetividade, imparcialidade e correção técnico-metodológica com que seus servidores cumprem, diariamente, seu mister. A profissão de policial civil, seja ela sob a forma de agente, escrivão, papiloscopista ou delegado, é daquelas cujo exercício requer uma dose especial de espírito público, porque não requer apenas vontade, mas vocação.

É em honra dessa vocação e no cumprimento inconteste de seu dever constitucional que a Polícia Civil de Goiás afiança a todos os goianos que continuará a enfrentar todos os contratempos, forças e interesses estabelecidos para continuar a proporcionar este aspecto fundamental na vida do Estado Democrático de Direito: o cumprimento da justiça.