Oito de uma mesma família presos por Policiais Civis de Bom Jesus e de São José de Belmonte

744

Policiais Civis de Bom Jesus de Goiás, em operação realizada em parceria com Policiais Civis de São José de Belmonte – PE, prenderam no último dia 13, Josival Pereira de Sousa. Josival é o oitavo último integrante de uma família que possuía Mandado de Prisão e estava sendo investigada por vários crimes em Bom Jesus e em outros Estados. Os oito presos, da família de origem pernambucana, são suspeitos de terem formado quadrilha para a prática de pistolagem, ou seja, matavam por dinheiro ou por outros motivos fúteis e torpes. Operação para a prisão dos investigados começou em fevereiro deste ano e a Polícia Civil encontrou muita dificuldade nas investigações uma vez que os acusados faziam uso de documentos falsos e ameaçavam a população.

Em Bom Jesus, o grupo é acusado por porte ilegal de arma de fogo, crime ambiental, uso de documento falso, sequestro e cárcere privado de uma menina de 10 anos de idade. Seus componentes são investigados também pelos homicídios de Lenildo Aparecido Silva, Charles Humberto Inacio, Taissa Rodrigues da Silva e Antonio José Rodrigues. Há contra eles também acusação de tentativa de homicídio contra Maria Tereza Silva e Luiz Henrique da Silva. Em Pernambuco, eles respondem por uso de documento falso e por estupro de vulnerável da menor que foi sequestrada em Bom Jesus. A família também é investigada pela execução do vereador José Soares Sobrinho e pelo assalto a uma Agência do Correios. No Estado do Maranhão,  Jose Martins de Lima responde por um homicídio, crime praticado  na cidade de Cajari.

Nos homicídios em que a quadrilha estava envolvida o modo de atuação era o mesmo – as vítimas eram executadas com vários tiros de revólver calibre 38. A menina raptada em Bom Jesus foi encontrada e retornou para sua família. Foram presos em Bom Jesus, Carlos Moura Pires, Domicio Martins de Lima, Francisco Martins de Lima, Jose Geovane Pereira de Sousa, Jose Martins de Lima e Josival Pereira de Sousa. Em São José do Belmonte, os policiais prenderam  Gilson Martins de Lima e Leonardo Martins de Lima.

Imagem: Google (Ilustração)