Operação Avalanche apreende quatro toneladas de maconha em Goiás

786
avalanche
Parte da droga apreendida

A Polícia Civil de Goiás divulgou, no dia 24 de novembro, o resultado da Operação Avalanche, deflagrada em 21 de novembro, que foi dividida em duas etapas e tem o objetivo de combater o tráfico de drogas em Goiás. Cinco homens estavam envolvidos no transporte e comercialização do entorpecentes, quatro deles foram detidos e um já estava preso na Casa de Prisão Provisória, em Aparecida de Goiânia.

Jean Henrique da Silva, de 33 anos, já tinha passagem por tráfico de drogas e receptação. César Augusto Machuco Moreira, de 21 anos, também tinha passagem por tráfico, assim como David de Freitas Pereira, de 30 anos, e Márcio Freitas Castilho, de 32 anos. O detento Ketly Lucas Rezende de Sá também fazi aparte do esquema, chefiado por Márcio e Jean.

A prisão em flagrante ocorreu no momento em que os indivíduos retiravam parte da droga de uma chácara localizada no Residencial Rosa dos Ventos, em Aparecida de Goiânia. Após a saída do local, o grupo, que se dividiu em dois veículos, foi abordado nas proximidades da BR-153. Com a quadrilha, foram apreendidos 188 quilos de maconha. David conduzia o carro com a droga, ao passo que Jean, César e Márcio faziam a escolta do produto.

A chácara de onde o grupo saiu servia de depósito para a droga. No local, em diligências posteriores, foram apreendidos 1.300 quilos de maconha. Na residência de David, localizada no Setor Independência Mansões, em Aparecida de Goiânia, foram apreendidos ainda sete quilos de pasta base de cocaína, que produziria 70 quilos de
cocaína pura para o consumidor final.

Na primeira etapa da operação, realizada no dia 18 de setembro, os policiais da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) apreenderam 2,5 toneladas de maconha e duas armas em uma casa no Residencial São Marcos. A droga e os revólveres estavam com Ketly, de 24 anos, que foi preso em flagrante e cuja participação também foi constatada na atual investigação.

Nessa primeira etapa da operação, foram presos ainda Jéssica de Sousa Santos, de 22 anos, Ana Paula Flores, de 22 anos, e Daniel Barbosa da Silva. Na ocasião, foram apreendidos mais de um quilo de cocaína escama de peixe, oito quilos de ácido bórico, prensa hidráulica, veículo, motocicleta e balanças digitais.

Após a prisão de Ketly, a polícia continuou monitorando o rapaz dentro do presídio, suspeitando que ele pudesse continuar comandando o tráfico de drogas de dentro o Complexo Prisional. Nas investigações, os agentes conseguiram localizar a chácara onde estariam escondidos mais um carregamento de drogas. A polícia foi até o local e encontrou o entorpecente, que vinha do Mato Grosso e seria distribuído na Grande Goiânia.

Segundo o delegado Eduardo Prado, essa é a maior operação de combate ao tráfico de drogas no Estado de Goiás em 2014. Todos presos foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e por possuir maquinário para produção e preparação de drogas. Toda droga apreendida, no preço final de varejo, está avaliada em mais de R$ 4,5 milhões. Além de Eduardo Prado, da DENARC, a operação também foi coordenada pelo delegado Marco Antonio Maia, chefe do Grupo de Repressão a Narcóticos (GENARC) de Goianésia.

Texto: Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / DENARC