Operação Brasilis: Após prisão de foragido, DIH conclui inquérito

416
rilmo
Delegado Rilmo Braga / Crédito: Jota Eurípedes

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) divulgou, nesta quarta-feira (11/05), novas informações a respeito da operação “Brasilis”, que resultou na prisão de suspeitos pela morte do representante comercial Jucimar dos Santos Bezerra, de 33 anos, em 6 de agosto de 2015. Ele teria sido morto para que os suspeitos pudessem receber seguro de vida da ordem de R$ 120 mil. Os pais de Jucimar tentam, agora, obter na Justiça a guarda da neta de dois anos, fruto do relacionamento do filho assassinado com Ana Cristina Brasil, apontada como autora intelectual do crime.

A DIH concluiu o inquérito policial com a prisão de Natanael Barbosa da Silva, 23 anos, que estava foragido. Todos os envolvidos (quatro, ao todo) foram indiciados por homicídio duplamente qualificado. As investigações duraram cerca de seis meses; a operação teve este nome em alusão ao sobrenome da família envolvida no homicídio. No dia 25 de abril foram presos o sobrinho da vítima e executor dos disparos, João Marcos Brasil, de 20 anos; a esposa e autora intelectual do crime, Ana Cristina Brasil, de 36; e o cunhado, Nedio Brasil, de 44. Todos moravam no Bairro Itapuã. O crime aconteceu no Residencial Mansões Eldorado, na capital.

Relembre o caso:
https://www.policiacivil.go.gov.br/noticias/dih-familia-e-presa-suspeita-de-matar-por-seguro-de-vida.html