Operação da Decon encontra cerca 3 mil litros de combustível adulterado em Goiânia

303

operação sangriaA Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon) apreendeu na manhã desta segunda-feira (4), cerca de 3 mil litros de combustível adulterado, que estavam armazenados em um depósito no Jardim Novo Mundo, região Leste de Goiânia.

De acordo com o delegado Eduardo Prado, titular da Decon, um homem foi preso na ação por comprar combustível de caminhoneiros e revender a um preço inferior ao praticado nos postos.

Segundo o delegado Webert Leonardo, responsável pela investigação, nesta fase da operação – denominada “Operação Sangria” – foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão. Desde o início da operação, 10 pessoas foram presas e 10 mil litros de combustível adulterado foram apreendidos na capital. Há suspeitas de que postos de gasolina em Goiânia também estariam comercializando os combustíveis adulterados, mas a suspeita ainda está sendo investigada.
De acordo com Eduardo Prado, o produto era  retirado de caminhões-tanque pelos próprios motoristas e revendidos para consumidores. O combustível era adulterado com água e solvente em uma espécie de depósito e em galões.  “A gasolina, por exemplo, era vendida a R$ 3 o litro. Para não levantar suspeitas, os caminhoneiros adulteravam os documentos e o lacre do caminhão”, informou Eduardo Prado.