Operação da Polícia Civil apreende roupas falsificadas e roubadas no comércio da 44

618

Policiais Civis em estabelecimento sob investigação na 44

Uma operação da Polícia Civil apreendeu mais de R$ 200 mil em roupas falsificadas em lojas da região da Rua 44, no Setor Norte Ferroviário, em Goiânia. Segundo o titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), delegado José Maria da Silva, responsável pela ação, investigações preliminares apontam ligação de empresários com o Primeiro Comando da Capital (PCC). Os suspeitos seriam receptadores de cargas de tecidos roubadas em outros Estados pela facção criminosa de São Paulo.

Do fim de dezembro até ontem, a Decar cumpriu sete mandados de busca e apreensão em lojas e um galpão. Segundo o delegado, ninguém foi preso ou indiciado, pois na hora da operação a maioria dos estabelecimentos estava fechada. “O trabalho agora será identificar os proprietários, que não aparecem nas lojas”, diz.

A investigação começou há um mês, depois de denúncias de lojistas da Rua 44 e do Setor Fama que procuraram o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO). Eles alegaram sofrer com o comércio desleal por parte de lojas que estariam vendendo produtos pela metade do preço de custo.

Acionados pelo MP-GO, policiais civis frequentaram a região por dez dias. Disfarçados de clientes, investigadores descobriram um esquema de lojas que não operam de forma aberta, vendem apenas para pessoas que recebem um cartão de agentes de vendas. Segundo José Maria, o esquema contava com compartimentos secretos e esquema de segurança para driblar a fiscalização.

Fonte: O Popular
Texto: Gabriela Lima
Foto: Mantovani Fernandes