Operação Tarja Preta: Mais uma drogaria é interditada após irregularidades

307

medicamentosA Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), em parceria com a Vigilância Sanitária do município de Goiânia, deflagrou, nesta quarta-feira (3), a 16ª etapa da Operação Tarja Preta, que tem por objetivo a repressão ao comércio ilícito de medicamentos de uso controlado e a falsificação de receitas médicas, práticas criminosas fomentadas por alguns responsáveis por drogarias sediadas na capital e no interior.

Em decorrência da inspeção, foram encontradas diversas irregularidades no estabelecimento Drogaria Popular, situada no Setor Finsocial, Goiânia.

Foram encontradas caixas de medicamentos de uso controlado comercializados de forma irregular, sem o devido alvará obrigatório emitido pela Anvisa e receitas médicas em branco. Estes produtos estavam em uma residência localizada nos fundos do estabelecimento comercial, estratégia utilizada para dificultar a fiscalização.

Fábio Andrade Mota, responsável pela drogaria, confessou a prática do crime e responderá por delito contra as relações de consumo e falsidade documental. Além das medidas sancionatórias policiais, o estabelecimento foi interditado e os produtos ilícitos apreendidos.