PC de Iporá flagra dono de casa com piscina que utilizava “super ímã” para furtar água

746

A Polícia Civil de Iporá prendeu um indivíduo em flagrante por furto de água. O crime foi descoberto pelo leiturista da Empresa de Saneamento de Goiás (Saneago) no momento em que fazia seu trabalho de praxe. Após denúncia realizada pela companhia a partir da constatação da irregularidade por seus responsáveis pela fiscalização, os policiais civis se dirigiram à residência de Carlos Eduardo Gonçalves Resende. Ele mora em uma casa grande, equipada com piscina.

Laudo pericial atestou ação do super imã (à esquerda)

Quando os policiais chegaram no local, Carlos já havia retirado o dispositivo que era utilizado para travar o funcionamento do hidrômetro, conhecido como ímã de neodímio (“super ímã”). Os policiais tiraram fotografias para constatar o delito, conversaram com Carlos, para que este explicasse o que havia acontecido. O suposto autor confirmou a conduta criminosa. Dirigiu-se ao interior de sua residência e buscando o ímã e consequentemente entregando aos policiais civis.

Carlos foi trazido a esta Delegacia de Polícia para os procedimentos de praxe. O ímã foi enviado para a Núcleo de Polícia Técnico-Científica de Iporá, onde peritos criminais constataram a potencialidade lesiva do ímã em travar o medidor de água. Após a constatação pericial foi dado voz de prisão a Carlos. Foi ainda arbitrada fiança no valor de R$ 2.862,00. A quantia foi devidamente recolhida, e Carlos responderá pelo crime em liberdade.